15º Capítulo – Léo é o cara!

15º Capítulo – Léo é o cara!

João Miguel Junior

* Por Celina Keppeler
Coitado do Fagundão, ter que aguentar um chifre, e ainda conviver com a mulher da própria casa. Sei não, mas se fosse ele, toda vida que passasse por ela dava um tabefe, bem no “escutador de novela”, vulgo orelha, que é pra ela nunca mais cair na lábia de ninguém. E o Pedro gosta de se torturar que é uma coisa. Passa o tempo sonhando com a Marina, que consegue andar e quando acorda, nem quer falar com a mulher, e nem fazer a fisioterapia. Detesto essa lenga-lenga de mocinho de novela. Mil vezes o Léo, pelo menos ele é mais objetivo. Foi lá, catou a Norma num canto, já pediu em casamento, roubou, botou a culpa nela, e não deu nem peso na consciência, até foi comemorar com as mocinhas de esquina.
Não, e a coitada da Norma é tão azarado que até a “amiga” dela, Dalva, vai roubar a miserável. A Enfermeira vai dá a senha do banco pra que a amiga contrate um advogado. E a esperta da Dalva vai lá com o namorado, saca os 15 mil da conta da Norma, e foge. Só que o namorado é mais esperto ainda e mata ela. No fim das contas, a Dalva morre, a Norma fica na cadeia, e o namorado da Dalva, que não fez nada na novela, vai curtir com a grana da outra. Isso tá me cheirando a reviravolta na novela. E a Norma de secundária, vai passar a principal. Até porque Glória Pires tem um carisma enorme junto ao público.

Post a Comment

#Follow us on Instagram